Pular para o conteúdo principal

ATRASO NO SALÁRIO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS


Jonas Donizette anunciou nesta quinta-feira mais um ataque: a prefeitura irá atrasar os salários dos servidores municipais. Os trabalhadores vem recebendo os salários parcelados desde outubro e também houve corte de horas-extras.

Todos os governos estão unidos para atender aos interesses dos grandes empresários e dos banqueiros. Temer, Alckmin e Jonas jogam nas costas do povo um ajuste fiscal que se concretiza na PEC 241, nas reformas da Previdência e trabalhista, no congelamento e parcelamento dos salários e nos atrasos. Dilma, que havia prometido não tocar nos direitos sociais “nem que a vaca tussa” , já vinha aplicando esse ajuste que agora os governos juntos continuam aprofundando.

A burguesia precisa impor um novo patamar de exploração à nossa classe para manter seus privilégios e salvar os seus negócios. Jonas é amigo dos empresários da cidade. As consequências dessa aliança nós sentimos nos aumentos das tarifas (IPTU, por exemplo) e no desmonte dos serviços públicos. Agora mais esse ataque contra os servidores municipais para salvar os ricos. 

Os governos só podem ser derrotados pela organização e mobilização. Domingo dia 1° de janeiro tem ato dos municipais em frente a câmara dos vereadores de Campinas às 9h. A greve geral é uma necessidade para evitar que Jonas, Alckmin e Temer continuem jogando a conta da crise para os trabalhadores pagarem. Precisamos de um governo socialista dos trabalhadores apoiado em conselhos populares.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MACHISMO MATA DOZE EM CAMPINAS, OITO ERAM MULHERES

Por Laura Leal e Parintins Lima
Poucos minutos antes do dia 1º de janeiro de 2017, o técnico de laboratório Sidnei Ramis de Araújo, de 46 anos, matou a tiros a ex-mulher, mais 11 pessoas, sendo 7 mulheres durante o réveillon familiar no bairro Vila Proost de Souza, em Campinas (SP). Mais três pessoas ficaram feridas. O crime foi premeditado: o assassino, que se suicidou após o feminicídio, levava 10 bombas presas ao corpo e deixou um áudio gravado no celular e cartas com amigos endereçadas ao filho e à namorada.  Segundo testemunhas e as cartas, a motivação para matar as mulheres e as outras vítimas foi a guarda do filho que Sidnei disputava com a ex-mulher, Isamara Filier, de 41 anos, de quem estava em processo de separação. As cartas avisavam que Sidnei queria, segundo suas palavras, “pegar o máximo de vadias da família juntas”. Além disso, trechos de uma das cartas despreza a luta por direitos humanos e o feminismo. Num caso de feminicídio como este, que chamou a atenção de todo o …

PROGRAMA: EDUCAÇÃO

EDUCAÇÃO PÚBLICA, GRATUITA E DE QUALIDADE
A educação é um direito fundamental que (como a saúde, o transporte ou a segurança pública), para ser oferecido com qualidade, precisa de investimento. Com a crise econômica, os governos arrumam desculpa para cortar do orçamento o pouco que haviam garantido. Em Campinas, por exemplo, o governo havia reservado em dezembro de 2015 um orçamento de R$5 bilhões para o ano de 2016. Mas já em janeiro deste ano, Jonas Donizette anunciou um corte de pelo menos 20% da quantia aprovada, com a desculpa da crise econômica. Com esse tipo de corte (que também aconteceu nos Estados e no Governo Federal) as áreas mais afetadas sempre são a saúde e a educação. O corte serve para economizar dinheiro e garantir o lucro das empresas que são favorecidas pelo governo. Hoje os governos têm privilegiado os banqueiros e, no caso da educação, os donos das grandes redes privadas de ensino. Não adianta aumentar o investimento na educação e não garantir que a verba vá para…

PROGRAMA: EMPREGO

Segundo o IBGE, a taxa de desemprego no Brasil chegou ao patamar de dois dígitos, 10,2% no trimeste encerrado em fevereiro deste ano. No início do ano, já tínhamos 10,37 milhões de desempregados em todo o país. Em Campinas não é diferente. Pela primeira vez em 20 anos o índice do desemprego na cidade atingiu os dois dígitos. A cidade, que tem mais de um milhão de habitantes e 665 mil pessoas economicamente ativas, possui hoje mais de 68 mil desempregados. Em dois anos, o número de desempregados no município mais que dobrou. Em abril de 2014, eram 28.589, já no mesmo período deste ano o número saltou para 68.015 trabalhadores fora do mercado. Os números revelam que a taxa do desemprego na cidade atualmente é de 10,23%   da PEA – População Economicamente Ativa. Os dados são do IBGE, e baseados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego. A política de isenções fiscais e subsídios que o Governo de Dilma e Lula concederam aos patrões só serviu para…